Fotos das obras do contorno da Rodovia dos Tamoios serão expostas em pontos de ônibus de Caraguatatuba
16/07/2021 14:56 em Novidades

Quem passar pela avenida da praia em Caraguatatuba, a partir do dia 20 de julho vai poder apreciar as imagens de Felipe Santos, conhecido por Felipe Samurai, que apresenta um recorte do projeto fotográfico “Mudanças de um Contorno” na técnica lambe-lambe, uma intervenção urbana. A mostra segue até dia 17 de agosto e traz imagens da obra do ‘Contorno’, um trecho da Rodovia dos Tamoios, no município de Caraguatatuba-SP. Os suportes para as obras serão dois pontos de ônibus da avenida Dr. Arthur da Costa Filho, na praça Ton Ferreira, onde fica a pista de skate e o na praça Dr. Diógenes Ribeiro de Lima, a praça do artesanato.

Serão apresentadas 12 imagens entre os formatos 1,50×1,30 e 3,65×1,30, em PB e coloridas, retratando o cotidiano dos trabalhadores nos canteiros das obras em vários pontos da cidade. Em Caraguá, o projeto conta com o apoio da Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba (FUNDACC) e da Prefeitura Municipal. A mostra é livre para todos os públicos e gratuita.

A abertura da mostra será no próximo dia 20, terça-feira, às 20h por meio de live com a exibição do Vídeo-Exposição. Seguindo a programação, outras duas lives; Processo Criativo, no dia 21 de julho, às 19h e no dia 12 de agosto, no mesmo horário, Fotografia Autoral. Todos os encontros serão no canal do Youtube/Mudanças de um Contorno: https://www.youtube.com/channel/UC-RNndA-v6FPgFgJFK0FLzQ

“O projeto tem o propósito de mostrar a importância da fotografia como registro histórico e as transformações no desenvolvimento urbano, ambiental e social impactado pela construção de uma estrada, é um conjunto de fotografias documental e de valor histórico para o município de Caraguatatuba e de todo o litoral norte de São Paulo”, conta Hawiza Banheza, curadora da exposição. “Pude acompanhar de perto todo o desenvolvimento da obra e documentar com um olhar artístico não só os ferros e as toneladas de concreto, mas também os operários que têm relevante méritos em toda essa história”, enfatiza Felipe.

“Mudanças de um Contorno” foi aprovado pelo Proac Editais 2019, Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Governo do Estado de São Paulo, na categoria de “Produção de Exposições Inéditas de Artes Visuais”. As imagens e projeto gráfico são de Felipe Santos, curadoria, Hawiza Banheza, fotografia e site, Paulo Rogério do Amaral e assessoria de imprensa, Adriana Coutinho. Nesta edição, o projeto contou com a intérprete de libras, Gabriela Libanio.

Idealizado com mostras presenciais e encontros com o público, previstos para ocorrer em São Sebastião e Caraguatatuba, devido à pandemia da Covid-19, o projeto teve que se readequar com a realização de mostras virtuais, site e lives. Havendo possibilidade futuramente, a exposição completa, com 22 imagens em PB, com formatos até 60×90 com impressão fine art, ocorrerá no MACC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba de forma presencial.

Processo

O projeto Mudanças de um Contorno teve início em 2015, entres os bairros Martim de Sá, Casa Branca, Canta Galo, Cidade Jardim, Estrada da Serraria, Rio do Ouro, Ponte Seca, Tinga, Gaivotas, Poiares e Pegorelli, capturadas pelo fotógrafo durante cerca de três anos. Felipe Santos registrou as transformações urbanas, ambientais e sociais impactadas pela construção de uma estrada. Acompanhou o desenvolvimento do projeto, documentou toneladas de ferro e concreto, os maquinários gigantescos, a detonação de rocha e escavações de túneis, andou pelos viadutos e pontilhões. Viu de muito perto a mudança que estava ocorrendo em vários pontos da cidade com o traçado da nova malha viária da estrada que quando pronta, trará desenvolvimento e fluidez no tráfego de acesso às cidades da região. As imagens são de suas vivências nos canteiros de obras, junto aos operários – os grandes personagens deste documento fotográfico – com quem dividiu os dias, o transporte, o almoço e muito suor e trabalho.

“Esse projeto traz humanidade para o concreto e revela a musculatura que suporta e articula a engenharia. A voz doce e ponderada de Felipe Santos escondia o rugido de um leão, que se expressa por meio de sua obra, conduz o nosso olhar, abre um portal e revela o suor, o sonho, a esperança e tantas outras relações que podemos estabelecer com outros seres humanos, as quais não percebemos quando passamos de carro sobre um viaduto. Essas imagens nos dão noções de proporção e humanidade entre a existência na sua natureza mais simples e a expectativa de dominação e controle desse nosso planeta-quintal” conta Luciano Draetta, palhaço e produtor cultural, convidado pelo fotógrafo para apresentar a exposição.

A inspiração

O projeto fotográfico foi inspirado na coleção temática de fotos antigas do Arquivo Público de Caraguatatuba, “Arino Sant’Ana de Barros” e trechos do livro Santo Antônio de Caraguatatuba, sobre a construção da estrada de rodagem Parahybuna-Porto de São Sebastião para ligar o Vale do Paraíba ao Litoral Norte, a atual Rodovia dos Tamoios (Sp-99). “Essa história e os registros fotográficos são de 1930 e o idealizador do projeto para a abertura da estrada de rodagem foi o comandante Edgard Armond que passava férias em São Sebastião e percebeu que o litoral norte estava praticamente isolado do mundo por vias terrestres”, conta Santos.

Em busca de autorização para adentrar à obra do trecho ‘Contorno’ e realizar o registro documental de um processo similar ao do passado, Felipe realizou o projeto que contém um grande valor histórico para o município de Caraguatatuba. “Além de documentar fatos, tem a função de prova e informação. Mostra o grande impacto social, urbano e ambiental causado pela construção de uma rodovia, contribui para a história, a memória para futuras gerações”, finaliza.

Sobre Felipe Santos

Fotógrafo autoral, natural de Guarulhos e residente em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo. Dedica-se à fotografia desde 2011. Olhar atento, sensível, observador incansável fez da fotografia sua forma de expressão. Formado pela escola Mercado Artístico Brasil e Escola Vanguardista de Arte, foi membro do núcleo de fotografia da Oficina Cultural Altino Bondesan e membro do Foto Clube Câmera e Luz. Participou do workshop “Como ler suas próprias fotografias – A construção de imagens como percurso autoral” com a pesquisadora e antropóloga Georgia Quintas no Madalena Centro de Estudo da Imagem.

Teve participações em concursos e prêmios como o Nacional Pierre Verger, Diário Contemporâneo de fotografia e Urbs Brasil entre outros; realizou palestra sobre fotografia autoral na “Casa do Caminho”, centro de reabilitação para moradores de rua em Caraguatatuba.

Atualmente dedica-se a projetos de fotografia documental no litoral norte de São Paulo. Em 2020 seu projeto ‘Máscaras do Olhar’ foi contemplado no edital da Semana da Arte de Ilhabela e em 2021 está produzindo o projeto Retratos da Comunidade por meio do edital de fomento da Lei Aldir Blanc nº 14. 017/2020 da Prefeitura de Ilhabela.

Serviço:

Exposição presencial: Mudanças de um Contorno, de Felipe Santos

Onde: Pontos de ônibus na avenida da Praia – Praças Ton Ferreira e Dr. Diógenes Ribeiro de Lima – Avenida Dr. Arthur da Costa Filho – Centro – Caraguatatuba – SP

Lançamento da exposição

Exibição do Vídeo-Exposição

Quando: 20 de julho, às 20h

Live Processo Criativo

Quando: dia 21 de julho, às 19h

Live Fotografia Autoral

Quando: 12 de agosto, às 19h

Onde: https://www.youtube.com/channel/UC-RNndA-v6FPgFgJFK0FLzQ

(Youtube/Mudanças de um Contorno)

Site: www.mudancasdeumcontorno.art.br

https://www.instagram.com/exposicao.mudancasdeumcontorno/

https://www.facebook.com/mudancasdeumcontorno

 

*** FONTE- TAMOIOSNEWS***

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE